Coleta seletiva e reciclagem

Coleta seletiva e reciclagem

A coleta seletiva e a reciclagem de lixo têm um papel muito importante para o meio ambiente. Por meio delas é possível reduzir a quantidade de matérias-primas extraídas da natureza. A ameaça de exaustão dos recursos naturais não-renováveis aumenta a necessidade de reaproveitamento dos materiais recicláveis, que são separados na coleta seletiva de lixo. Veja a seguir o que diferencia a coleta seletiva da reciclagem: Coleta seletiva: É um sistema de recolhimento de materiais recicláveis: papéis, plásticos, vidros, metais e orgânicos,  que são previamente separados na fonte geradora e podem ser reutilizados ou reciclados. A coleta seletiva funciona, também, como um processo de educação ambiental, na medida em que sensibiliza a comunidade sobre os problemas do desperdício de recursos naturais e sobre a poluição causada pelo lixo. Reciclagem: É o processo de transformação de um material, que perdeu sua utilidade, em outro produto. Por exemplo: transformar o plástico da garrafa PET em cerdas de vassoura ou em fibras para moletom. A reciclagem gera economia de matérias-primas, água e energia, é menos poluente e alivia os aterros sanitários, cuja vida útil é aumentada, poupando espaços preciosos da cidade que poderiam ser usados para outros fins, como parques, casas, hospitais etc. Reciclar é diferente de separar. Reciclar consiste em transformar materiais já usados em outros novos, por meio de processo industrial ou artesanal. Separar é deixar fora do lixo tudo que pode ser reaproveitado ou reciclado. A coleta seletiva do lixo pode ser feita em casa, na escola ou na empresa. É importante lembrar que a separação dos materiais de nada adianta se eles não forem coletados separadamente e encaminhados para a reciclagem. A coleta seletiva e a reciclagem contribuem para a melhoria do meio ambiente na medida em que:

  • Diminui a exploração de recursos naturais;
  • Reduz o consumo de energia;
  • Diminui a poluição do solo, da água e do ar;
  • Prolonga a vida útil dos aterros sanitários;
  • Possibilita a reciclagem de materiais que iriam para o lixo;
  • Diminui os custos da produção, com o aproveitamento de recicláveis pelas indústrias;
  • Diminui o desperdício;
  • Diminui os gastos com a limpeza urbana;
  • Cria oportunidade de fortalecer organizações comunitárias;
  • Gera emprego e renda pela comercialização dos recicláveis.

Para saber mais sobre o assunto e como implantar a coleta seletiva na sua empresa, clique aqui. (Fonte: Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Themetf